Por que correr se você pode voar?

Tem gente que corre pra emagrecer. Tem gente que corre pra competir. Tem gente que corre pra esquecer. Tem gente que corre pra sentir.

Tem os que correm pra acompanhar o corre-corre da vida. Os que buscam a liberdade. Os que correm com seu amor. Com seu cão. Com seus parceiros desconhecidos. Com sua solidão.

Há aqueles que precisam correr como treino. Os que correm sem rumo. Sem juízo. Sem pressa. Sem essa… Os sem relógio, sem música, sem tênis, sem técnica. Sem nada na cabeça. Sem cabeça pro nada.

Há os corredores de esteira. De subida. De asfalto. De areia. De fim de semana. De Instagram. De meia tigela.

Os que suportam a dor das passadas. Das longas distâncias. Dos tiros. Da alma. Os que preferem derramar gotas de suor a vertê-las pelos olhos.

Tem os que correm por terapia, por pulsão de morte, de vida… Por necessidade. Por intuição. Por vocação. Por exposição. Os que fogem de leões na África… Ou na própria esquina.

Quem corre está sempre fisicamente presente em seu corpo. Correr oxigena o cérebro, relaxa a mente, nos transporta pra uma dimensão metafísica outra. Nos estimula a devanear, fazer planos, tropeçar nos enganos e prospectar a vida daqui a alguns anos.

O mais democrático dos esportes, é também o mais individualista. Dos fracos e corajosos. Dos que fogem dos problemas, das encruzilhadas, dos confrontos. Dos que fogem de si mesmos, do que temem, do que tremem. Dos que lutam por fôlego e força. Dos que encaram desafios. Dos que se empenham em superar o pace, diminuir o tempo, aumentar a distância.

Num curioso paradoxo, quem corre, ao mesmo tempo que transcende o momento presente, é forçado a pensar em seu trajeto, calcular seus passos e buscar ar a cada instante.

.

O avião realizou o sonho humano de voar. Através de uma máquina, é possível cruzar horizontes e sobrevoar o mundo. Há esportes com a mesma pretensão de deslizar pelo céu, viáveis graças a engenhocas desenvolvidas pelo homem.

Quem corre voa baixo. Tira os dois pés do chão. Um voo orgânico. Natural.

Livre como o do pássaro.

Anúncios

10 pensamentos sobre “Por que correr se você pode voar?

  1. disponho! já que gosta tanto de leitura, se quiser, se sinta em casa pra ler uns textos abstratos, não tao bem elaborados que nem os seus mas divertidos, tem arte tambem com muita cor! boa noite, Luiza!

  2. Lu, tenho adorado seus textos. Esse, mostra especialmente uma sensibilidade nas suas percepções. Como você tão bem demonstra, não é preciso ir muito longe pra enxergar de um jeito diferente. A beleza está nas diferentes nuances de coisas tão simples quanto uma corrida. Keep going 😉
    Pri

  3. Lubi o texto da gosto de ler! Que os treinos continuem a inundar sua mente de criatividade. Parabens pela coragem do blog minha amiga!

  4. luiza, que coisa bonita. quantas sacadas inteligentes e transcritas de forma leve e direta! de fato o simples ato de movimentar uma perna pra frente da outra, que eh a corrida pra muitos, pra alguns eh muito mais. os de instagram (de exposicao) correm, os de vida, libertos, que oxigenam o cerebro, seja com seu cachorro, seu amor ou solidao, voam. porque entao correr se voce pode voar?! porque pra maioria bater asas eh muito mais dificil que bater so as pernas! pra esses, resta o aviao como solucao. parabens! eu realmente gostei muito!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s