Um encontro

Talvez seja um sinal. Talvez você não deva vê-lo, nem achá-lo na sua busca incessante. Talvez você não deva forçar o acaso fabricado. A tentativa é uma ofensa, um desafio que a roleta russa da vida não gosta de sofrer.

Furiosa, ela se volta contra nós… Numa ira pedante e teimosa.

O acaso não intercede em nosso favor quando bem entendemos. Ele não joga no nosso time. Ele é curinga. Híbrido. Vendido. Duas caras. Ele nos trai quando menos esperamos. Nos frustra. Nos assusta.

Não devemos provocar o acaso.

Pensando bem, talvez isso queira dizer que você não deva encontrá-lo assim, sem mais nem menos…

Numa banalidade que não combina com nenhum dos dois. Nem com o que construíram em desconstrução.

Nem tampouco encontrá-lo na artificialidade da pompa e circunstância. Fria. Impessoal. Rasa. Pouco para o tudo que você imaginava.

Onde? Como, então?

Tão logo o acaso – amigo ingrato, interesseiro – resolver estar do seu lado. Quando ele decidir materializar o encontro involuntário de dois que têm dialogado na ausência absoluta da comunicação.

Talvez ele te prenda. Te surpreenda.

Te decepcione pela mudez do que disser.

Talvez você não deva questioná-lo. Interpelá-lo.

Não faça perguntas. Talvez não haja respostas. Nem propostas.

Façam suas apostas.

Talvez vocês briguem. Discutam, cegos de ouvidos.

Deve escutá-lo?

Talvez…

Cuidado: ele pode não ter para dizer o que amenizaria sua angústia…. Sua inquietude…

Talvez você deva apenas senti-lo. Interpretá-lo. Adivinhá-lo. Em suposições. Em entrelinhas. Em silêncios. Ausências. Atitudes.

Instintivamente. Lentamente. Eternamente.

Ou esquecê-lo. Abstraí-lo da sua órbita.

Deixá-lo explodir como mais um corpo celeste qualquer.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Um encontro

  1. “Apesar de tantos desencontros na vida, ela um dia te encontra e te revira, talvez ela te magoe, te intrigue, te mostre aquilo que nao é o que queria mas ela te fala devagar, com um tom de sarcasmo que o melhor caminho é seguir em frente.. O que passou, nao volta, nao tem por que insistir e repetir uma história, coisas novas sempre estao por vim, de repente o avesso é o lado que voce busca e o que deseja, se torna uma boa piada.”
    Nem te conheço tao pouco quero invadir sua privacidade mas gosto de uma boa leitura, e escrevi isso devido ao contexto do seu texto… Curiosidade talvez, indelicadeza ao certo mas seu texto ta muito bom e obrigado pelo elogio gentil…
    Bom fds, Luiza!

  2. O encontro com o acaso é mesmo tão presente na vida de todos nós… buscamos incessantemente por um sinal divino, contra ou à favor de uma força invisível que mal sabemos onde habita! Tem um físico chamado Leonard Mlodinow que estuda sobre as consequências do acaso na vida das pessoas. Vale à pena pesquisar. Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s